quarta-feira, 5 de dezembro de 2012


Voltamos à cidade que mais encanta minha esposa, Alessandra. Qual a melhor época para conhecer Nova York?  Talvez não exista, pois a cada momento a cidade se renova, fica ainda mais bela, as flores mudam, as cores se transformam, enfim, talvez a melhor época seja aquela que você pode ir e, obviamente, cinco dias é um tempo muito curto, mas esse relato é um pouco de nossa experiência com essa fantástica cidade, para os que por algum motivo, não podem se afastar por muito tempo.
Optamos por voltar à cidade no mês de novembro, na data do Black Friday, época em que as compras ficam bem mais em conta e a cidade fica com um clima bem agradável.
Voamos de São Paulo, via TAM ( www.tam.com.br ). Vôo tranqüilo com nove horas e meia de duração, mas escutando músicas dos Beatles e assistindo filmes como os Intocáveis (fantástico), o tempo até que passou rápido.Chegamos no Aeroporto JFK em uma tarde ensolarada, mas muito fria. Gastamos pelo menos duas horas na alfândega, ponto negativo que faz jus à época dos "best sales" . O transfer para o centro da cidade (Midtown) pode ser feito de táxi (60 US$), o amarelinho e preto. Metrô (US$2.5), linha E, Ônibus Especial (NYAS), que sai à cada trinta minutos e custa em torno de 15 US$. As Vans ou Shutrtle são uma boa opção para quem esta só e com pouca mala,custam 19US$.
Uma boa opção e que sugerimos é o trabalho da Braztours ( contatos@braztours.com ).Uma Van para casal ou grupos que te deixa na porta do hotel ao custo de 80 US$ o casal, mais o estacionamento, que pode custar em torno de 8 US$. Sempre pontuais e prestativos é uma boa opção por proporcionar conforto, segurança e forneçer outros opcionais a serem acertados com o próprio motorista,  isso sem falar na facilidade com a lingua.


O ideal é que o hotel fique localizado próximo à Times Square, perto de tudo o que você possa desejar . Em tempo, Nova York é para ser conhecida a pé ou, se necessário usar o metrô. Gostamos do hotel Edison (www.edisonhotelnyc.com ), 228 West 47 th St, de localização privilegiada, ao lado da Times Square. Sempre que estamos na cidade é lá que ficamos.



PRIMEIRO DIA - Chegamos no final da tarde e fomos direto para Times Square. Formada pelo cruzamento da Broadway com a Sétima Avenida,entre as ruas 42 e 47, é o cruzamento mais famoso da cidade, todos se encontram aqui. É uma festa( www.timessquarenyc.org) . O metrô é o 42 ou 49 nd St-Times Square. Iniciado em 1904,o Reveillon aqui é o melhor da cidade e um dos melhores do mundo. Além de incontáveis teatros, estão aqui a Nasdaq, Toys´R´Us (loja de brinquedos), Planet Hollywood, a famosa escadaria vermelha da TKTS (compra de ingressos para teatros), onde todos fazem pose para a melhor foto, sem falar no enorme telão onde todos se vêem e, é claro, clicam sem parar .


Aqui, figuras como Batmam, Minie,Wood e tantos outros heróis estão prontos para tirar aquela foto com você e, é claro, cobrar alguns dólares. Algumas dezenas de lojas para souvenir estão aguardando para vender uma pequena réplica da estatua da liberdade, adesivos ou qualquer coisa que  faça alguém não esquecer NovaYork ( como se isso fosse possível).
Passeamos até a B&H na 420  nona avenida, entre a 33 e 34 para comprar equipamentos para minha máquima fotográfica (www.bhphotovideo.com) . Na volta passamos na Macy´s (www.macys.com), uma loja de departamentos multimarcas, linda e com preços convidativos e, obviamente, L-O-T-A-D-A. Não deu para ficar muito tempo. O endereço? 34 St entre a 6th e 7th Ave.


Uma passadinha no Empire State Building (www.esbnyc.com) é imperdível, o arranha-céu mais alto e imponente de Nova York.O observatório fica no octagésimo sexto andar e com um pouco de paciência com a fila e curtindo a rapidez do elevador, teremos este visual lindo da cidade. Localizado na Quinta Avenida com 34 th street. Ticket adulto por US$ 25 e criança US$ 19.



Para um final de noite, uma boa opção é jantar no Sofia´s ,221 west 46th street. Um restaurante italiano do próprio hotel, onde comemos  uma massa com camarão e pagamos US$ 65,00, com bebida e imposto.

SEGUNDO DIA - Normalmente os hotéis não incluem o café da manhã, mas isso não é motivo para preocupações, pois aqui você sempre encontrará um lugarzinho, nem sempre aconchegante, para fazer suas refeições ou todas elas. Os fast-foods estão por todos os lados, normalmente abertos por vinte e quatro horas.



 Pegamos o metrô para o American Museum of Natural History no Central Park (www.amnh.org)  ,metrô B e C para 81 St. Esse fabuloso museu de história natural, um dos maiores do mundo, recebe 4,5 milhões de visitantes ano. O ticket custou 13 US$.Vale uma visita; você poderá conhecer os povos e animais dos diversos continentes. Na saída não deixe de provar os famosos cachorros quentes nos diversos carrinhos existentes na porta do museu (US$ 5,00). Cruzando o  Central Park,  quase em linha reta, chega-se ao Metropolitan Museum de Art (www.metmuseum.org) , o Met. Com mais de dois milhões de peças distribuidas pelos três andares,é, indubitavemente ,um dos melhores museus do mundo. Ticket custa US$12,00 e US$7,00 para estudante e idoso.


Caminhando pelo Central Park (outro blog) em direção à Quinta Avenida, contemplamos a Bow Bridge,o Ramble, a estátua de Hans Christian Andersen, os lagos ,os esquilos correndo por entre as árvores e os altos predios ao longo das avenidas.Tudo muito bonito.

Chegamos a famosa caixa de vidro da Apple na Quinta Avenida, não sem antes observamos os glamorosos e bem tratados cavalos e suas charretes, que levavam os turistas para um passeio ao longo do Central Park ao preço de 50 dólares. A famosa caixa de vidro da Apple na Quinta Avenida é um ponto turístico que merece uma parada, pois os lancamentos de computadores com certeza encontraremos aqui. São dezenas de pessoas em um vai e vem interminável. É um bom local para  revisar e-mails, fazer seus contatos. Os preços são bem mais em conta em relação ao Brasil.

Ali bem perto na quarta avenida ,10 Columbos Circle 10019, está um dos restaurantes mais badalados de Nova York e o sexto melhor do mundo, o "Per Se" . Obviamente que,  sem reservas, não conseguimos vagas, fica para um próximo regresso à Big Apple (www.perseny.com). 
Saindo da Apple ,bem ao lado, entramos a mais famosa loja de brinquedos do mundo, a FAO Schwartz (www.fao.com)  . Admiramos os incríveis bichos de pelúcia e ainda tiramos uma foto na entrada da loja para guardarmos de lembrança.
Logo alí, a  avenida mais badalada de Nova York,a Quinta. Desde sua criação, no início da década  de 1800, este  é o local mais rico da cidade, suas lojas para lá  de chiques, merecem uma visita. A decoração é um espetáculo à parte, vale ficar na calçada contemplando tamanha beleza. Lojas famosas como Cartier, Henri Bendel, Tiffany, Sephora, Abercrombie, Diesel, Hollister,  entre outras, estão neste endereço. O Rockefeller Center com sua linda árvore de Natal e um espetáculo à parte. A linda Catedral de St Patrick, entre a 50 th e 51 st, é a maior catedral dos Estados Unidos e foi inspirado na Catedral de Colônia, na Alemanha.
Um restaurante muito bom, até para lembrar de nossas comidinhas é o Emporium Brasil, na 15 w 46 st, na Little Brasil, bem próximo da Quinta Avenida. Pagamos US$60,00 o casal, com bebidas.( www.emporiumbrasil.com) . Um bom final de passeio.

TERCEIRO DIA - Prepare o cartão, hoje é dia do Woodbury Common Premium Outlet, o maior Outlet da região, que localiza-se a uma hora e meia de Manhattan. Vá com um bom tênis e agasalhado pois o frio é intenso nesta época do ano e lá  andamos muito. Localizado na 498 Red Apple Court-Central Valley, o passeio poderá ser feito em ônibus de linha ( 40 US$ ida e volta - Port Authority bus Terminal), trem (complicado), alugar carro (nunca fiz) e com Van compartilhada. Realizamos nosso transfer com a Braztours com um grupo de oito pessoa em uma Van compartilhada.Pagamos  US$ 40,00 por pessoa.
A multiplicação das malas começa aqui. Os preços são extremamente em conta ( 50 %) e poderemos ainda adquirir um cupom através do site do Outlet (www.premiumoutlets.com )  ou com seu motorista com mais descontos (10 a 20 %). É um vai-e-vem de malas, uma loucura total. O ideal é chegar bem cedo. Todas as lojas estão nos mapas distribuidos gratuitamente com os guias ou pela internet. Há estrutura para alimentaço e o retorno quase sempre é à  noite. Ao voltar para o hotel, tenho dúvidas se ainda terá condições de sair para algum lugar.
Reservamos muitos produtos pela internet com a Amazon (www.amazon.com) e recebemos em nosso hotel sem qualquer problema.

QUARTO DIA - Acordamos bem cedo e resolvemos conhecer o sul da ilha, o Soho. Sabe aqueles lugares de filme com os prédios com escada na fachada? Pois o lugar é aqui mesmo. Antiga área industrial, este é um bairro para andar devagar, curtindo cada esquina, olhando as pessoas e conhecendo lojas de grife tipo Mont Blanc, Apple, Kate's Paperie, Prada entre outras.
No final da tarde fomos conhecer o famoso emporium  Dean&Deluca, 560 Broadway, uma loja para gourmet nenhum colocar defeito. Aqui encontra-se produtos de primeira qualidade, desde carnes a azeites sem esquecer das flores. Passamos um bom final de tarde e recomendamos bastante. Comemos um Cupcake deliciosos(www.deandeluca.com).



 Os Cupcakes,aqueles bolinhos confeitados são muito comuns aqui.Para não perder o costume, fomos na Magnolia Bakery (www.magnoliabakery.com) na Avenida das Americas a uma curta distância de nosso hotel (1240,6 th).
A noite jantamos no Carmine´s ( www.carminesny.com) na 200 west,44th street. Bem perto de nosso hotel, é um restaurante muito procurado em Nova York, necessitando reserva prévia. Esperamos um pouco, mas valeu à pena. Prato bem servido até para quatro pessoas, preço bom.

QUINTO DIA - Pegamos o metrô e fomos para a Century 21 ao sul da ilha, na 22 Cortlandt Street ,metrô Chambers St, Rector St.( www.c21stores.com) .Uma loja popular com bons preços e que sempre está cheio de turistas. O preço é um pouco maior que o Woodbury, mas vale conhecer e comprar.
 O Word Trade Center e sua nova construção está nesta região. O Battery Park City de onde partem os passeios para a Estátua da Liberdade, também. Esse trajeto pode ser feito a pé.(www.statueoflibertyferry.co). Localizada na Liberty Island, a Estátua de 93 metros, fica em um pedestral dentro de um antigo forte e é o simbolo de liberdade. O ticket pode ser comprado pela internet no site da Statue Cruises ou no proprio Castle Clinton, ticket US$ 10,00 e  US$ 8,00 para o idoso.O metrô mais próximo é o Bowling Green. Outra opção é ir para a Estátua de barco táxi(www.nywatertaxi.com), saindo do pier 17.
A  famosa ponte do Brooklyn merece uma visita.Vista em muitos filmes, é um grande cartão postal da cidade. Construida em 1883 a ponte liga Manhattan ao Brooklyn.
O pier 17 (www.southstreetseaport.com), bem próximo  a Brooklyn Bridge, é um bom local para refeição ou simplesmente ficar olhando a bela paisagem.



Cada vez que voltamos a Nova York, descobrimos novos endereços, restaurantes e pequenos parques para ficar comendo cachorro quente ou simplesmente  sentado, vendo o tempo passar. Realmente é uma cidade fantástica.